Como o fundo te ajuda a administrar os riscos

Todo o investimento tem riscos. Aliás, toda a decisão que você toma na vida envolve algum risco. Você decide tomar um táxi e dispensa o metrô, e pode acabar chegando atrasado. Algumas dessas decisões são fáceis de tomar, outras nem tanto. Comprar uma casa, investir as economias que você está reservando para sua aposentadoria ou para a viagem de férias, por exemplo, são decisões mais difíceis e você precisará pensar nos riscos de elas darem errado. 

No mundo dos investimentos, a receita para lidar com os riscos é diversificar. Você já deve ter ouvido falar que não é bom colocar todos os ovos numa mesma cesta, certo? Esse é o conceito de diversificação: se você colocar suas economias em diversas aplicações, pode ser que você perca em alguma, mas ganhe em outras, e, em média, tenha um resultado positivo.

A vantagem de um fundo é que você pode diversificar mesmo quando não tem muitos recursos para colocar em diversos tipos de aplicação. Além disso, o fundo terá um profissional, o gestor, que irá tomar essas decisões: ele escolherá as aplicações, avaliará os riscos de cada uma e decidirá qual a melhor forma de diversificar o risco. 

Mas lembre-se: a chance de algo acontecer diferente do planejado sempre existe. Isso significa que sempre há algum risco em relação aos seus investimentos. O importante é você sempre saber onde coloca suas economias, avaliando o tipo de fundo, lendo o material que ele dispõe e sabendo que risco vai correr. Além disso, você tem que estar seguro de que está investindo em algo com risco adequado ao seu perfil. 

Fonte: http://www.comoinvestir.com.br/fundos/riscos/como-o-fundo-administra-o-risco-de-credito/paginas/default.aspx

 

Esse artigo foi útil?
Usuários que acharam isso útil: 0 de 0
Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação